Clínica Zenha Blog

Branqueamento Dentário

Sobre o Branqueamento Dentário: Verdade ou Mito? – Parte 2

5. Todas as pessoas podem fazer? MITO

Qualquer pessoa com boas práticas de higiene oral e boa saúde oral podem efetuar um branqueamento dentário. No entanto, este procedimento pode estar contraindicado em pacientes com lesões de cárie, muita sensibilidade dentária e alergia a algum dos componentes constituintes do produto.

Além disso, não é aconselhada a realização deste procedimento em jovens com menos de 18 anos.
Relativamente à gravidez, não são conhecidas contraindicações, no entanto, por precaução, idealmente deverá ser realizado antes ou depois da gravidez.

6. Os dentes ficam brancos para sempre? MITO

O efeito do branqueamento dentário tem duração variável, consoante os alimentos e hábitos a que os pacientes estão expostos, nomeadamente ao consumo de determinados alimentos, como por exemplo, vinho tinto, chá ou café.

No entanto, é pouco provável que os dentes recidivem à cor original. Assim, os pacientes podem realizar um reforço periódico do tratamento sempre que necessário, de forma a manter o tom desejado.

7. Não é preciso fazer nada antes do branqueamento dentário? MITO

Previamente ao branqueamento dentário, deverá ser realizada uma consulta de higienização – remover o tártaro e pigmentos externos. Além disso, o Médico

Dentista irá avaliar a cavidade oral e definir se serão necessários outros tratamentos, como por exemplo, destartarização, restauração, etc, que poderão ou não “atrasar” este tratamento.

8. Devo ter cuidados depois do branqueamento dentário? VERDADE

Uma correta higiene oral é fundamental, quer antes e depois do tratamento. Além disso, é de evitar o tabaco e alimentos como o café, vinho tinto, frutos vermelhos, tomate, entre outros, devido à elevada concentração de pigmentos que podem comprometer o resultado do branqueamento dentário.

Escrito por Drª Raquel Brandão de Carvalho

CONSULTA DE AVALIAÇÃO

Categorias

Marcar Consulta

MARQUE A SUA CONSULTA DE AVALIAÇÃO