Clínica Zenha Blog

Higiene Oral

Como higienizar Próteses sobre Implantes Dentários

Uma solução segura para a substituição de um ou mais dentes perdidos é a colocação de implantes dentários e, posteriormente, a reabilitação sobre os implantes dentários.

Os cuidados de higiene oral que temos com as reabilitações sobre implantes dentários, devem ser iguais ou ainda mais exigentes do que com os dos nossos dentes naturais, de forma a evitar a acumulação de placa bacteriana e, assim, evitar o desenvolvimento de doenças circundantes aos implantes dentários, como por exemplo a mucosite peri-implantar ou a peri-implantite.

A variedade de utensílios de higiene oral é imensa e, por isso, é necessário conhecer os instrumentos disponíveis e compreender como utilizá-los para conseguir higienizar da forma mais eficiente possível.

Escova de dentes

A escova de dentes pode ser manual ou elétrica. Esta contribui para o controlo mecânico da placa bacteriana, porém não é suficientemente eficaz na eliminação total da placa bacteriana sendo para isso necessários instrumentos complementares.

Uma questão frequente é se as escovas elétricas são tão ou mais eficazes do que as manuais. O facto de estas apresentarem uma cabeça mais pequena facilita a higienização em locais de mais difícil acesso, por exemplo, na face mais posterior dos últimos molares, por isso, pode ser sim uma alternativa mais vantajosa.

Nunca esquecer, a escovagem deve ser realizada no mínimo 2 vezes por dia.

Instrumentos complementares

Existe uma grande variedade de instrumentos que complementam a escovagem. Devem ser utilizados 2 vezes por dia e a sua utilização deve ser adaptada ao tipo de reabilitação e destreza manual de cada utilizador.

1. Fio dentário

O fio dentário é imprescindível na higienização interdentária. Assim, existem fios específicos para implantes dentários que permitem higienizar ao redor do implante dentário. Este deve ser inserido dos dois lados, abrangendo toda a área de superfície deslizando suavemente em direção à gengiva.

2. Escovilhões

Tal como o fio dentário, o escovilhão higieniza as superfícies entre os dentes. A grande vantagem da utilização dos escovilhões é que estes permitem a  remoção de placa bacteriana em áreas estreitas ou de difícil acesso com maior facilidade pois não exigem tanta destreza manual comparativamente ao fio dentário.

Existem vários tamanhos disponíveis. O objetivo é que o escovilhão esteja bem-adaptado ao espaço existente. Sendo assim, podem ser necessários diferentes tamanhos consoante os variados espaços interdentários.

No caso de ter dúvidas na escolha do mais adequado fale com o seu médico dentista.

3. Sistema de irrigação (jato de água)

Os sistemas de irrigação auxiliam na remoção da placa bacteriana, podendo ser utilizados apenas com água ou com soluções antisséticas. São muito úteis para a higienização de zonas de difícil acesso, onde os outros instrumentos não conseguem chegar por si só.

São fáceis e seguros de utilizar, contudo não substituem a escovagem e os outros instrumentos complementares.

A manutenção das reabilitações sobre implantes dentários depende muito do controlo da placa bacteriana sendo, por isso, fundamental a utilização e conjugação de vários instrumentos de higiene oral. No entanto, para que a utilização seja segura e eficaz é necessária a adequada instrução e motivação dos pacientes.

Se ainda tem alguma dúvida sobre este tema, agende já consulta.

Drª Raquel Brandão Carvalho

CONSULTA DE AVALIAÇÃO

Categorias

Marcar Consulta

MARQUE A SUA CONSULTA DE AVALIAÇÃO