Clínica Zenha Blog

Ortodontia

Neste novo artigo decidi abordar este tema: tipos de aparelhos ortodônticos. Falo sobre os mais comuns aparelhos ortodônticos (mas claro que se utilizam muitos mais! =) )

Antes de começar quero dizer que este tema é muito importante, e pretende dar resposta a algumas perguntas que os pacientes me colocam diariamente, mas na verdade a parte mais importante do tratamento não é o tipo de aparelho. A parte mais importante é o diagnóstico, é saber exatamente o que está mal e programar o tratamento (com recurso aos diferentes tipos de aparelhos) de forma a corrigir essa(s) parte(s) sem modificar o que está bem! Essa tarefa deve ser executada por um Especialista em Ortodontia, que se dedica a esta especialidade da Medicina Dentária.

Tipos de Aparelhos Ortodônticos

1. Fixos

1. Aparelho ortodôntico fixo braquetes metálicos

É o mais comum dos aparelhos ortodônticos fixos.

Os braquetes são colados nos dentes e neles é colocado um fio (arame) que é fixado aos mesmos por ligaduras. Estas ligaduras podem ser metálicas ou elastoméricas (as ligaduras coloridas). Através da interação entre o fio e o braquete geram-se as forças que movimentam os dentes.

Apesar deste aparelho ser “fixo”, o sucesso do tratamento depende da colaboração do paciente, nomeadamente na assiduidade às consultas, na correta higienização dos dentes e aparelho ortodôntico e no seguimento rigoroso das indicações dadas por parte do clínico responsável.

Aparelhos Ortodônticos

Fig.1 Braquetes metálicos com ligaduras metálicas.

Aparelhos Ortodônticos

Fig.2 – Braquetes metálicos com ligaduras elastoméricas.

2. Aparelho ortodôntico fixo braquetes estéticos

Este tipo de aparelho é semelhante ao anterior, os dentes movem-se segundo os mesmos princípios, e as forças geram-se de igual forma. Este tipo de aparelhos é feito de materiais mais transparentes, ou opacos com uma cor semelhante à dos dentes, providenciando assim uma melhor estética quando comparado ao metálico.

Apesar da melhor estética ser atrativa para os adultos, sendo uma opção muito comum, os braquetes tendem a ser ligeiramente maiores, são mais quebradiços e geram um pouco mais atrito do que os de metal.

Aparelhos Ortodônticos

Fig.3 – Braquetes estéticos.

3. Aparelho ortodôntico fixo lingual

É o único aparelho ortodôntico completamente invisível. Como está colocado na face interna dos dentes não é visível.

O modo de funcionamento é semelhante ao aparelho ortodôntico fixo metálico/estético por vestibular (na parte visível dos dentes) – é igualmente constituído por braquetes, por fios (arame) e por ligaduras – mas o modo de fabrico é, na maioria das vezes, diferente.

Na maioria dos aparelhos ortodônticos linguais cada braquete é individualmente produzido para cada dente (de cada paciente) o que o torna consideravelmente mais dispendioso.

Aparelhos Ortodônticos

Fig.4 – Paciente em tratamento com aparelho ortodôntico fixo lingual.

Aparelhos Ortodônticos

Fig.5 – Aparelho ortodôntico fixo lingual colado nos dentes da arcada superior

2. Removíveis

É um mito dizer-se que já não se utilizam aparelhos removíveis!
Há muitos tipos de aparelhos ortodônticos removíveis e são usados em diversas situações clínicas, mas têm sempre algo em comum: dependem 100% da colaboração do paciente! Deixo aqui alguns exemplos.

Alguns são confecionados no final do tratamento ortodôntico fixo e servem para manter o resultado do tratamento ortodôntico – aparelho de contenção removível -, outros são usados para guiar/estimular o crescimento esquelético – aparelhos funcionais -, outros ainda são usados para movimentar dentes – aparelho ortodôntico removível com molas/ansas, alinhadores, etc .

Aparelhos de contenção removíveis

No final de qualquer tratamento ortodôntico é muito frequente os pacientes terem de utilizar, por um período definido, um aparelho de contenção removível. O objetivo destes aparelhos é manter os dentes nas suas “novas” (e corrigidas!) posições para que se minimize a tendência destes a voltarem a “entortar”. O uso destes aparelhos, conforme as instruções que lhe forem indicadas, é crucial para a manutenção do resultado do tratamento.

Aparelhos Ortodônticos

Fig.6 – Aparelho de contenção removível.

Aparelhos alinhadores

Estes aparelhos são, provavelmente, os mais mediáticos aparelhos ortodônticos, com campanhas publicitárias a circular em revistas e televisões.

Apesar do seu grau de sofisticação permanece importante ressalvar as circunstâncias em que devem/podem ser utilizados.

É importante procurar a opinião de um especialista em ortodontia que lhe exponha todas as opções de tratamento.

Estes aparelhos são quase invisíveis e bastante sofisticados, feitos à medida.

Tal como a maioria dos aparelhos ortodônticos fixos linguais, são produzidos através de softwares que permitem visualizar e planear os resultados pretendidos.

A correção é realizada mediante uma série de alinhadores transparentes que encaixam nos dentes fazendo neles a pressão pretendida previamente planeada.

A estética é um dos benefícios a referir neste tipo de aparelho, pois sendo transparente e não existindo qualquer tipo de arame, passa normalmente despercebido.

Como é removível permite que seja retirado para comer e permite uma mais fácil escovagem dentária comparativamente ao aparelho fixo. É mais estético do que o aparelho fixo convencional, é mais fácil de manter uma boa higiene oral e provoca menos ferimentos na mucosa oral.

Escrito por Pedro Fonseca

Aparelhos Ortodônticos

Fig.7 – Alinhador transparente.

CONSULTA DE AVALIAÇÃO

Categorias

Marcar Consulta

MARQUE A SUA CONSULTA DE AVALIAÇÃO
MARCAR CONSULTA